Roberta Miranda há mais de 30 anos reina no sertanejo e mostra por que só ela é a Roberta

Roberta Miranda há mais de 30 anos reina no sertanejo e mostra por que só ela é a Roberta

#compartilhe Share on Facebook72Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on Tumblr0

Aposto que nesse artigo você vai viajar um pouco mais do que está acostumado, até porque poucas pessoas fizeram essa viagem ao passado aliado com a matemática dos anos. Quem não se lembra de “Majestade o Sabiá”, composição que eternizou Roberta Miranda na nossa música.
Primeiro veio Jair Rodrigues cantando essa música, depois a própria porta foi aberta a Roberta Miranda cantando enfim sua música. Roberta Miranda é a primeira cantora da MPB a vender mais de um milhão e meio de discos no lançamento do “primeiro disco” É um recorde até hoje inigualável no Brasil. É a quarta cantora brasileira que mais vendeu discos, com 20 milhões de cópias, ficando atrás apenas de Rita Lee, Xuxa e Maria Bethânia, número esses que não deve ser batidos tão facilmente nos dias atuais.

Roberta Miranda iniciou a trajetória e reinou sozinha no mercado sertanejo por décadas como a única mulher do estilo. Hoje a cantora e compositora alegra os públicos de todas as idades, mostrando que seu público não envelheceu e que graças as mídias sociais ela se reinventou e começou a usar essas ferramentas ao seu favor. E o que isso logo de cara impactou em seu nome???

Com a chegada da mulherada no sertanejo (e vieram de forma forte mesmo), nunca nenhuma dessa mulherada bateu de frente com Roberta Miranda, e provavelmente é porque todas amam Roberta. Nunca em 30 anos de carreira uma cantora conseguiu ser uma Roberta, nunca alguma mulher ousou tentar ser metade de uma Roberta.

Mas como tudo passa, e o tempo é ingrato às vezes. Roberta tinha tudo para ficar somente na memória de quem gosta de música, com novos talentos surgindo todos dias, muita mulher levantando as bandeiras de um certo público e etc. Mas eis que Roberta resolve gravar um DVD comemorando os 30 anos de carreira da cantora, convida algumas das que estão se destacando nacionalmente e batiza o projeto de “Os Tempos Mudaram”, e pela primeira vez vimos a maturidade de uma artista dando a si mesma o título de rainha do sertanejo e ninguém ousou falar o contrário.

Mas tudo isso tem uma explicação, já vi várias entrevistas recentes de Roberta dizendo “Era enlouquecida de tanto trabalho. Hoje olho minhas colegas que fazem show de segunda a segunda… E era assim mesmo, por doze anos, sem férias sem nada. Você começa a entender que seu tempo é mais precioso. A mulher se libertou.

Ela dá o recado dela, de que ela pode, é independente, não é submissa. Embora você continue com seu companheiro, hoje não existe mais essa coisa de tolerar. Neste meio, você não vai ouvir falar dessas meninas que homem ousa encostar a mão nelas, que é algo que abomino, detesto, odeio.”

Recentemente, Roberta postou no Instagram uma montagem com uma foto atual e outra da década de 1980. Na legenda, resumiu a mudança com a frase: “Nesta época, ainda não tinham comido a minha inocência com farinha” e depois ela ainda explicou o post: “Você passa por muita coisa, por momentos de inveja e as pessoas tentando te prejudicar de todas as maneiras. Se aproveitam de sua inocência. Golpes, traições, de todos os tipos. Então você começa a lidar com isso e a se proteger. Foi o que fiz.”

O DVD é um projeto tão audacioso que começam a surgir planos também para um filme da cantora. Em “Os Tempos Mudaram”, ela mistura sertanejo com uma levada de bolero, romantismo e a pegada da sofrência apaixonada.

No fim do DVD todas as participações se reúnem para cantar “Majestade, o sabiá” – um dos maiores sucessos da cantora e que realmente arrepia quem gosta de música como a gente.

Sobre o mercado buscar sempre uma substituta na música sertaneja para Roberta ela diz que essa busca nunca a incomodou e nesse tempo todo muitas vozes surgiram, muitas inclusive imitaram outros cantores, mas Roberta disse “Tem muita gente que imita muita gente, mas ninguém que imita Roberta Miranda. Dizem que é um timbre difícil. Adoraria que alguém imitasse Roberta Miranda.

E não importa se a capa do nosso artigo mostra Roberta Miranda em uma posição nada confortável, o que importa é que ela está nos braços de toda essa mulherada e também nos nossos, mas pasmem e ouçam no final do vídeo a Simaria dizendo “Vão Matar a Roberta”.
Matamos nada, essa é a vontade de todos nós, carregar a Roberta em nossos braços viu Simaria.

Por Mauricio Ferigato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *